2 de fev de 2011

Filmes que não quero ver novamente: Harry Potter

Antes de mais nada quero dizer que será uma honra receber chingamentos e críticas (bem melhor embasadas que minha opinião), por parte de quem adora Harry Potter e que vai me considerar um panaca... mas eu tenho que dizer o que eu acho, afinal cabe ao velho aqui ser o cara desagradável do blog.


Lixo, do começo ao final.


Emma Watson. Ela é a melhor coisa de Harry Potter.
Dizem os fãs que os livros são incomparavelmente melhores que os filmes, deve ser verdade e com certeza deve valer a pena ler os livros (apesar de que nunca irei fazê-lo). Mas o blog não trata de livros e por isso me refiro aos filmes e a forma como foram produzidos.

Para poupar tempo, já que deverei achar o próximo filme uma porcaria, então resolvi fazer um post só com toda a esculhambação.




Varinha de condão? Nada que um Band-aid não resolva.
Os filmes são monótonos e enfadonhos, não criam expectativa de nada e até no último que foi lançado (Harry Potter e as relíquias da morte), nas cenas de mais ação a câmera esta lá balançando sem que ninguém entenda nada e ao final alguém tem um ferimento tratável com Band-aid.

Acredito que pela ganância de lucrar mais com os filmes todos eles acabaram sendo adaptados para a maior faixa etária possível, graças a isso todos serão infantis... e sem graça... e previsíveis... e chatos...



Prova da ganância é a quantidade de diretores que esses filmes tiveram. Chris Columbus (quando ele conseguir ser diretor de algo que preste me avisem) nos dois primeiros, Alfonso Cuarón (já trabalhou bem, mas não fez muitas coisas) no terceiro, Mike Newell (diretor de Donnie Brasco, mas se prestou a fazer um Harry Potter e O Príncipe da Pérsia) no quarto e David Yates (grande diretor inglês e insignificante) pra terminar de cagar tudo.


Custava perceber que após sei lá quantos anos lançando esses filmes os espectadores também envelheceriam e poderiam apreciar uma história mais madura com personagens mais profundos?

Com certeza "custariam" alguns milhões de dólares a menos.


O universo de Harry Potter é realmente bom.
Sim, mais profundos, apesar de tratar constantemente da questão da família nos filmes, todos os protagonistas parecem superficiais pois nenhum passa por algum dilema - que não seja rapidamente resolvido - que envolva algo mais serio que derrotar "aquele cujo o nome não deve ser dito"... que mêda ¬¬.

E nem me venha um fanático ou defensor da série me dizer que é melhor ler os livros e depois assistir os filmes (como eu já ouvi), por que isso não vai tornar os filmes melhores.

Os filmes são ruins e fracos, isso é fato, se não para um fã, pelo menos para mim (não devo ser o único na face da terra).

É como se eu visse esses filmes ao lado de Justin Bieber, Restart, KLB, duplas de sertanejo universitário e qualquer outra coisa que possa ser associada a uma menininha histérica dando gritinhos.

Fora o detalhe de que não é uma estória autêntica. Dez anos antes do primeiro título de Harry Potter já havia o personagem Tim Hunter. Eu sei que Neil Gaiman não reconheceu Harry Potter como sendo um plágio de sua obra intitulada "Livros da Magia", mas quem me garante que ele não foi comprado?

E alimentando aquela velha rixa sem sentido: O Senhor dos Anéis com certeza faz mais o meu estilo.

5 comentários:

  1. Ótimo, agora teremos como inimigos um bando de muleques que pensam poder um dia ir a Hogwarts (pesquisei no google pra saber esse nome).

    Quem sabe um dia a gente também desperta a fúria de meninas apaixonadas por vampiros magrelos e gays que brilham ao sol.

    ResponderExcluir
  2. ei nao fale assim dos vampiros eu sou apaixonada por coisas assim fora do normal misticas tipo e muito maneiro eles sao diferentes gente sem poderes ou outras coisas a gente ve todo dia e tipo nos filmes a gente ve coisas que a gete nao ve sempre ou nunk viu

    ResponderExcluir
  3. O fato dos diretores voce deveria pesquisar mais sobre isso.Porque eles fazem isso justamente para nao ter reclamaçoes,porque muita gente reclama que os diretores continuam os mesmos e para nao ficar muito repetitivo o modo de fazer o filme eles mudam o diretor.Eu acho muito legal Harry Potter.

    ResponderExcluir
  4. Concordo com o fato de os filmes terem efeitos fracos e como vc msm disse, ferimentos que são curados com band-aids deixarem o filme um tanto sem graça, embora eu seja uma grande fã da serie Harry Potter, gostaria que com o tempo os filmes tivessem excluido algumas faixas etarias e ganhado efeitos melhores, mas nem isso muda o fato de eu amar a serie.

    ResponderExcluir